Efeito Trump tem sido prejudicial para o comércio exterior

Rubens Barbosa comenta o desejo do presidente americano em rever o Nafta, o que traria repercussões para o comércio global

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Em sua coluna semanal, o embaixador Rubens Barbosa fala sobre o impacto que a posse de Donald Trump representou para as negociações comerciais. O comércio exterior foi uma das áreas que mais foram prejudicadas pelo efeito Trump. Que o diga a Organização Mundial do Comércio (OMC), que está tendo dificuldades para nomear juízes para um órgão de apelação de controvérsias, por obra e graça do presidente norte-americano, que agora planeja rever o Nafta, o acordo comercial existente há mais de 20 anos entre EUA, Canadá e México.

Segundo Barbosa, sob o intuito de modernizar o Nafta, os EUA apresentaram propostas difíceis de serem aceitas. “Se não houver solução de compromisso, os efeitos serão muito grandes para a sociedade mexicana, canadense e para o comércio internacional em geral”, afirma o colunista.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados