Dossiê sobre evidências científicas desmitifica a homeopatia

Especialista da USP defende o tratamento bissecular e explica o que o difere dos medicamentos tradicionais

  • 27
  •  
  •  
  •  
  •  

A Câmara Técnica de Homeopatia do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo lançou o Dossiê Especial Evidências Científicas em Homeopatia, com o objetivo de desmitificar a ideia de que não existem evidências científicas nessa área de atuação. A homeopatia é um assunto que ainda gera muita discussão e polêmica na área da saúde.

Segundo o professor da disciplina de Homeopatia da Faculdade de Medicina da USP,  Marcus Zulian Teixeira, o dossiê comprova que o medicamento não se trata de placebo. Ele esclarece que a dificuldade de reconhecer a homeopatia como uma ciência existe porque, em muitas faculdades de medicina do Brasil, não existe nenhuma aula sobre o assunto, mesmo sendo uma prática clínica bissecular e reconhecida como especialidade médica desde 1980 no país.

O professor diz que, diferentemente do medicamento tradicional, a homeopatia não cura a doença, e sim estimula o organismo a reagir, fazendo com que o corpo do próprio paciente cure a patologia. Marcus Teixeira também explica que os medicamentos tradicionais (bioquímicos) são feitos com base no perfil médio da população, por isso podem não ser eficazes em determinadas pessoas; já a homeopatia estuda o perfil individual do paciente. 

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

 

 

  • 27
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados