Doenças respiratórias aumentam internações hospitalares no inverno

Transmissão por vírus é mais comum, mas há outros fatores, segundo Karla Arruda

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

A professora Karla Arruda, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, é alergista, e explica que muitas doenças respiratórias são transmitidas por vírus através da via oral. “No inverno, as pessoas tendem a ficar mais juntas e aí o vírus circula com mais velocidade”, explica.

O inverno é a estação do ano em que as doenças respiratórias mais se manifestam na população. A baixa umidade do ar, as mudanças bruscas de temperatura e a tendência das pessoas de se aglomerarem para se proteger do frio são alguns fatores que ajudam no aumento da incidência das doenças do aparelho respiratório e das infecções agudas das vias aéreas superiores e inferiores.

Segundo o Datasus, o departamento de informática do Sistema Único de Saúde, o pico de internação em decorrência dessas doenças é exatamente nos meses mais frios do ano, de maio a agosto.

 

Por Ferraz Junior de Ribeirão Preto

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail