Diminuição dos jornais tem impacto na democracia

Para colunista, sem notícias locais, as pessoas tendem a se alienar dos próprios problemas

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Nas últimas duas décadas, o número de jornais impressos diminuiu consideravelmente. No Canadá, por exemplo, a situação é tão marcante que o governo já discute como seria uma democracia em um mundo sem esse tipo de veículo de comunicação. Em sua coluna desta semana, o professor e jornalista Carlos Eduardo Lins da Silva comenta o caso canadense – cujo governo já pensa até mesmo em subsidiar jornais para garantir a publicação de notícias locais -, e também o que vem acontecendo em outros países do mundo, como Estados Unidos e Reino Unido.

Para o colunista, essa questão impacta diretamente na qualidade da democracia e no envolvimento que o cidadão comum tem nas discussões dos temas que estão mais próximos à sua realidade. “As pessoas acabam recendo informações não verdadeiras e enviesadas ideologicamente”, diz o professor.

Ouça a coluna na íntegra clicando no player acima.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados