Desmonte de força-tarefa da Polícia Federal compromete Lava Jato

Apesar de policiais continuarem no combate à corrupção, ação pode ser barganha sobre investigações

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A força-tarefa da Operação Lava Jato foi desmembrada pela decisão da Polícia Federal de atribuir outros inquéritos dos integrantes. A partir disso, os membros da equipe não terão mais a Lava Jato como único foco.

Segundo o professor da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FD-RP) da USP, Victor Gabriel Rodríguez, esse ato da Polícia Federal preocupa por ser um evidente jogo de barganha pelas investigações que a força-tarefa estava realizando.

Foto: Reprodução

Ele explica que a continuidade dos trabalhos da Lava Jato não pode depender de um grupo específico de investigadores, mas que o grupo da força-tarefa foi uma exceção ao unir um grupo coeso para enfrentar grandes poderes. Dessa forma, novos encarregados das investigações precisam seguir o comprometimento dos componentes da força-tarefa para a manutenção da Operação Lava Jato.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados