Deserto do Saara provoca 70% das chuvas da Amazônia

Especialista diz que efeito entre as duas regiões a 5 mil km revela o alto nível de globalização

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O deserto do Saara, no norte da África, e a Amazônia, na América do Sul, estão muito mais próximos do que os 5 mil quilômetros que separam as duas regiões.

Cerca de 70 por cento da chuva que cai na Amazônia é provocada por um fenômeno de condensação em que partículas de poeira no deserto do Saara cruzam o Oceano Atlântico, formando precipitações.

O professor Tomas Ferreira Domingues, do Departamento de Biologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, disse que isso só reforça a noção do quanto é importante a preservação do meio ambiente em todo o mundo.

Ainda segundo Domingues, o deserto do Saara, além de ser responsável pelas chuvas na Amazônia, ajuda também a manter a riqueza de biodiversidade da região, trazendo muitos nutrientes para a vegetação.

Ouça entrevista no link acima.

Por: Vitória Junqueira

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados