Desafios ambientais esperam pelo novo governo francês

A redução dos carros movidos a diesel é um obstáculo não superado pela administração de Hollande

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A mudança de governo na França é o tema da coluna “Sustentáculos” desta semana. Nela, o professor José Eli da Veiga não se atém ao aspecto político da questão, mas sim ao que pode representar para a questão ambiental, mais propriamente para a sustentabilidade. Ele lembra que a França obteve alguns êxitos durante a administração do presidente anterior, François Hollande, notadamente quando da COP 21, durante a qual foi assinado acordo contra a mudança climática. Hollande também conseguiu a aprovação de duas leis importantes, uma sobre transição energética e outra sobre a biodiversidade.

A expectativa é de que o novo presidente francês, o jovem Emmanuel Macron, possa levar adiante algumas ideias que não passaram de propostas na administração anterior, como a frustrada tentativa de Hollande de reduzir o número de carros movidos a óleo diesel, e também de criar a ecotaxa, um imposto sobre veículos pesados, que foi barrado pelos caminhoneiros.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados