Depoimentos de executivos da Odebrecht comprometem governo Temer

Para o cientista político José Álvaro Moisés, informações podem levar à cassação da chapa Dilma-Temer

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

logo_radiousp790px00_zero

Marcelo Odebrecht esteve - Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS
Marcelo Odebrecht depôs no TSE o modo como a empresa vinha financiando as campanhas eleitorais – Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

A coluna “A Qualidade da Democracia” desta semana abre espaço para abordar os depoimentos prestados por ex-executivos da empresa Odebrecht ao Tribunal Superior Eleitoral, com destaque para o depoimento de Marcelo Odebrecht, que falou durante quatro horas ao ministro Herman Benjamin, do TSE. Em pauta, o modo como a empresa vinha financiando as campanhas eleitorais. A chapa Dilma-Temer teria recebido dinheiro de caixa 2 na campanha presidencial. Parece certo que, na campanha eleitoral de 2014, houve uma influência muito grande do poder econômico, consideração que levou o ministro Benjamin a especular que o poder privado tenha se apropriado do poder público no Brasil. Seja como for, a situação é delicada e compromete o presidente Michel Temer.

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados