Denúncias feitas pelo ex-ministro da Cultura ajudam a entender cultura política do País

Semana tem caso emblemático que, se confirmado, reforça percepção do habitual uso de cargo governamental para fins particulares

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Foto: Wikimedia Commons
Foto: Wikimedia Commons

logo_radiousp_790px
.
A cultura política brasileira estaria marcada por um hábito entranhado de desrespeito às regras por parte daqueles que detêm o poder. É essa a avaliação do cientista político André Singer, colunista da Rádio USP. A análise desta semana é motivada pelas denúncias sobre pressões que o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, supostamente estaria exercendo pela liberação de um empreendimento imobiliário a partir de interesses pessoais. André Singer chama a atenção para a grande expectativa de que o País mude em função da Operação Lava Jato, mas alerta para um cenário no qual a cultura política permaneceria igual. “É preciso haver um trabalho mais contínuo, mais cotidiano e mais profundo de mudança dessa cultura”, pondera o cientista político, indicando que ainda não são perceptíveis sinais de que isso esteja acontecendo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados