Governo socialmente fraco e controvérsias sobre abuso de autoridade são discutidos por André Singer

Atrito entre Legislativo e Judiciário acontece em meio a instabilidade governamental

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

logo_radiousp790px

Brasília - Plenário da Câmara segue discutindo outras matérias enquanto aguarda definição sobre a votação das 10 medidas contra a corrupção (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília – Plenário da Câmara segue discutindo outras matérias enquanto aguarda definição sobre a votação das dez medidas contra a corrupção – Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

A ambiguidade parece marcar o governo de Michel Temer. Por um lado, contaria com cada vez menos apoio da sociedade. Por outro, teria maioria parlamentar suficiente para levar adiante algumas de suas propostas de reformas. Essa é a análise do cientista político André Singer, colunista da Rádio USP.

Singer também comentou a votação dos deputados federais, ocorrida na madrugada do dia 30 de novembro, das chamadas medidas contra a corrupção, dando especial ênfase ao item que trata da punição a juízes e promotores por abuso de autoridade. Ele pondera que há casos nos quais fica a forte impressão de abuso de autoridade por parte de juízes, mas que a medida também pode limitar muito o raio de ação dos promotores, ameaçando a continuidade da Operação Lava Jato.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados