Crise é causada por erro macroeconômico e independe da Lava Jato

Corrupção e instabilidade política estendem recuperação por mais tempo, mas não são os motivos da recessão

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Segundo o professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP (FEA-USP), Simão David Silber, o grande defeito do Brasil em relação à crise não é a corrupção, mas sim a política macroeconômica “desastrosa”. Ele explica que os escândalos expostos pela Lava Jato e a instabilidade política levarão a uma demora maior para recuperação econômica do Brasil, que seria lenta, independentemente de quaisquer outros fatores.

O grande defeito do Brasil é a política macroeconômica “desastrosa” – Montagem sobre foto de Jim Makos/Flickr/CC

Para o professor, a volta aos patamares anteriores à crise vai demorar a ponto de o País ter sua segunda década perdida. Ele aponta que os problemas brasileiros estão ligados à sua economia fechada. No entanto,  Silber pondera que as mudanças necessárias não podem ser feitas de forma radical.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados