Criar cidades cada vez mais inteligentes é a solução?

Colunista propõe redesenhar o planejamento urbano, a partir de respostas de como se usa a tecnologia na cidade e por quê

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Na coluna desta semana o professor Luli Radfahrer comenta  sobre o uso crescente de novas tecnologias, nas chamadas cidades inteligentes, para resolver problemas  de locomoção, por exemplo, e avalia sobre como se usa e por quê. O professor faz uma analogia sobre um hospital de referência onde todas as especialidades são centralizadas em um único lugar. Mas por que centralizar? Por que não criar clínicas separadas em bairros diferentes e, a partir dessa instalação, outros serviços possam ser criados, revitalizando aquela área, evitando os grandes deslocamentos e novas infraestruturas em apenas uma área?

 

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados