Corrupção e miséria perturbam o caminho da ética no Brasil

Segundo colunista, essas duas questões imploram por uma resolução, não favorecida pelo atual quadro político

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Do ponto de vista da ética, o Brasil passa por um momento muito difícil, e não é de hoje, já faz algum tempo –  pelo menos desde 1992, quando o então presidente Fernando Collor caiu a partir de violações éticas cometidas por ele mesmo e por deputados. Na ocasião, apenas o Poder Judiciário saiu ileso da crise. Portanto, faz 25 anos que a questão ética está no topo das preocupações dos cidadãos brasileiros, que não sentem que essa mesma preocupação seja compartilhada pelos políticos. De acordo com o professor Renato Janine em sua coluna “Ética e Política”, isso vai criando uma decepção que só se avoluma com o passar do tempo.

Outra grande questão ética ainda não resolvida no País é a da miséria, que se reduziu nos últimos anos, é verdade, mas que ainda carece de uma solução definitiva. O mais grave é que o atual momento político não favorece a resolução  da miséria e tampouco a da corrupção. No meio da encruzilhada, a opinião pública está dividida e as tensões se acirram.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados