Colunista explica o que torna um vinho “redondo”

Segundo Mauro Marcelo Alves, a fermentação malolática diminui os índices de acidez do vinho e algumas uvas são naturalmente mais suaves

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
20161017_camenere_colunistamarcelo
Foto: kirilko – Visual Hunt

Na coluna “Um brinde de conhecimentos” desta semana, Mauro Marcelo Alves explica o que faz um vinho ser redondo, como dizem os apreciadores. Segundo ele, isto acontece quando a adstringência dos taninos e a acidez do vinho não monopolizam o paladar.

Alves esclarece que alguns tipos de uva favorecem naturalmente a sensação em questão: Malbec e Carménère são bons exemplos por conta do alto teor de açúcar e da baixa concentração de taninos. Outra maneira de diminuir a acidez é através da fermentação malolática, na qual o ácido málico é convertido em ácido lático.

Ouça a coluna completa:

logo_radiousp

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados