Colunista diz que tecnologia usada para espionagem movimenta bilhões de dólares

A invasão de privacidade afeta não só empresas e organizações, como também os indivíduos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

logo_radiousp790px

Foto: Visualhunt
Foto: Visualhunt

Doze países lideram o ranking de exportações de tecnologia de vigilância. O líder são os  Estados Unidos, com uma movimentação anual da ordem  de US$ 200 bilhões,  seguidos do Reino Unido e Rússia em terceiro lugar. Depois,  aparecem na ordem:  França, Alemanha, Israel , Canadá , Itália Suécia, Espanha,  República da Coreia e a Turquia. O ataque à privacidade pela invasão tecnológica é o tema desta semana do professor Gilson Schwartz.

Segundo ele, o mercado envolvendo as tecnologias de vigilância e supervisão de espionagem vem crescendo bastante nos últimos anos. Relatórios disponíveis dão conta de que esse mercado movimenta algo em torno de US$ 500 bilhões somente em vendas de equipamentos ligadas a esse “lado negro” da tecnologia, com tudo o que isso representa para a violação dos direitos individuais e a criação de situações políticas inéditas. Ainda recentemente, a Rússia foi acusada de espionar o Comitê do Partido Democrata americano, que está em plena campanha eleitoral.

.

.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados