Canção de Caetano retrata espaço artificial do aterro do Flamengo

“O céu vai longe do Outeiro; O céu vai longe da Glória; O céu vai longe suspenso; Em luzes de luas mortas; Luzes de uma nova aurora” (trecho de “Paisagem Útil”, de Caetano Veloso)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

cab_wisnik

logo_radiousp_790px
.

Vista aérea do Aterro do Flamengo - Foto: Wikimedia Commons
Vista aérea do Aterro do Flamengo – Foto: Wikimedia Commons

A partir da canção Paisagem Útil, de Caetano Veloso, cujo tema é o Aterro do Flamengo, Guilherme Wisnik faz uma breve análise sobre a utilidade do espaço urbano. “É uma canção muito pioneira no olhar sobre esse tipo de espaço técnico e artificial”, que é o aterro do Flamengo, onde “despontam os postes de iluminação altíssimos projetados por Lota Macedo Soares”, um dos pontos altos do local.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados