CIA faz revelações contundentes sobre a ditadura militar brasileira

Documento divulga decisões relativas à execução de adversários do regime durante o governo Geisel

Um documento datado de 1974 da agência norte-americana afirma que o general Ernesto Geisel, presidente do Brasil a partir de 1973, teria, juntamente com outros chefes militares, autorizado a execução sumária de adversários do regime de 64. Liberado em 2015, só agora o relatório teve seu conteúdo revelado por um pesquisador brasileiro que examinou seu conteúdo e fez a revelação pública. O professor José Álvaro Moisés diz que  o conteúdo exposto apresenta controvérsias e mudanças em relação ao que era conhecido e relatado por historiadores.

Textos relacionados