Casos de assédio sexual nas redações precisam ser discutidos

Segundo o professor Carlos Eduardo Lins da Silva, trata-se de um assunto antigo, mas que ainda permanece oculto nas redações brasileiras

Share on Facebook19Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Denúncias de assédio sexual no trabalho vêm ocorrendo nos mais diversos setores, e nos meios de comunicação não poderia ser diferente, como atestam os casos envolvendo figuras proeminentes da Fox News e da NBC. O professor Carlos Eduardo Lins da Silva, ao comentar esse tema para sua coluna, admite que, no passado, havia uma cultura mais complacente com esse tipo de comportamento, mas isso já não ocorre hoje em dia –  vítimas de assédio, sejam mulheres ou homens, têm vindo a público denunciar esse tipo de crime, e a reação tem sido bastante intensa contra os acusados.

Nas redações brasileiras, o problema também ocorre, como ficou patente no emblemático caso – estampado nas páginas policiais dos jornais –  do jornalista Pimenta Neves em sua relação com a também jornalista Sandra Gomide. O assunto, porém, pouco é discutido, quando deveria ocorrer exatamente o oposto. Lins da Silva chama atenção, porém, para o cuidado de não se cair no outro extremo, ou seja, de denunciar qualquer tipo de comportamento envolvendo um homem e uma mulher.

Share on Facebook19Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados