Brasil pune mal, afirma especialista

Número de pessoas encarceradas no País subiu 572% em 25 anos

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

logo_radiousp790px
.

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Um dos problemas que contribuem para o agravamento do sistema prisional no Brasil é o fenômeno do encarceramento em massa.  O encarceramento em massa é o termo que se dá para definir o crescimento exacerbado do número de pessoas presas.

Num período de 25 anos, esse crescimento no País foi de 572 %, mas isso não foi acompanhado por uma elevação nos níveis de criminalidade na mesma proporção.  Isso significa que o Brasil passou a punir mais e, ao fazer isso, passou também a punir mal.  Significa ainda que o sistema carcerário mantém em suas entranhas muitos criminosos que poderiam muito bem estar em liberdade.

A explicação é do professor Sergio Salomão Shecaira, titular de Direito Penal e Criminologia da Faculdade de Direito da USP, em entrevista à repórter Silvana Pires.  Segundo ele, o Brasil possui alguns fatores que concorrem para o fenômeno do encarceramento em massa.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados