Brasil precisa investir no desenvolvimento de equipamentos para o esporte

Para o professor Paulo Santiago, não basta investir no atleta, mas também na produção de equipamentos esportivos

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Nesta semana, o professor Paulo Roberto Santiago fala sobre o quanto o Brasil ainda está longe de ser campeão na produção de equipamentos aplicados aos esportes de alto rendimento. “Os equipamentos encontrados no Brasil são de produção estrangeira e isso faz deles detentores de quase toda a tecnologia aplicada nessa área”, diz Santiago.

O professor ressalta que o Brasil não é só carente na formação de base dos atletas, mas também é ineficiente no desenvolvimento e produção de equipamentos para mensurar e avaliar o desempenho do atleta. “O País é dependente até mesmo de equipamentos simples como esteiras ergométricas para corrida e cicloergômetros, para braços e pernas.”

Para Santiago, o Brasil precisa começar a desenvolver conhecimento científico e tecnológico nessa área. “Uma alternativa é investir em empreendedores, startups, na indústria, ou até mesmo em jovens universitários para construir materiais de ponta para avaliações e  serem utilizados no esporte.” Ouça no link acima a íntegra da coluna do professor Paulo Roberto Pereira Santiago.

Por: Thainan Honorato

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados