Goldemberg diz que é injustiça o Brasil nunca ter ganho um Nobel

Para o atual presidente da Fapesp e ex-secretário da Ciência e Tecnologia do Brasil, grandes cientistas nacionais mereciam a láurea

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Ouça a entrevista do professor José Goldemberg ao repórter Gustavo Xavier.

.

Foto: Wikimedia Commons
Foto: Wikimedia Commons

Dentre as quase 900 pessoas e organizações que já foram laureadas com um Prêmio Nobel, mais de 70 nacionalidades diferentes se misturam. Apesar disso, até hoje nenhum brasileiro foi premiado pela Academia Sueca. Em entrevista para a Rádio USP, José Goldemberg, Professor Emérito da Universidade de São Paulo, definiu a situação como uma “injustiça”. Para ele, cientistas brasileiros como Maurício da Rocha e Silva, Carlos Chagas e César Lattes mereciam a láurea, que não foi dada devido ao desinteresse da Academia pela América Latina à época.

Em contrapartida, Goldemberg lembrou que alguns brasileiros — inclusive ele próprio — já foram agraciados com prêmios equivalentes ao Nobel em áreas que a Academia não atua, como a matemática — com a Medalha Fields — e o meio ambiente — com o prêmio Planeta Azul.

Para o presidente da  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), a ciência brasileira está se solidificando no cenário internacional e não deve tardar para que um cientista do Brasil seja agraciado com um Prêmio Nobel.

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados