Borracha de pneus usados pode melhorar o concreto

Pesquisa realizada na Escola de Engenharia da USP de Lorena visa a integrar ambos para otimizar o concreto

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Ouça a entrevista do professor associado da Escola de Engenharia da USP de Lorena, Clodoaldo Saron, à repórter Sandra Capomaccio, da Rádio USP:

.

Foto: Visual Hunt
Foto: Visual Hunt

Uma pesquisa, realizada na Escola de Engenharia da USP de Lorena, está reciclando a borracha de pneus velhos e misturando à argamassa cimentícia para possibilitar propriedades diferenciadas no concreto. Com a incorporação, o material ganha em tenacidade e em capacidade de deformação.

Segundo o professor Clodoaldo Saron, a pesquisa iniciou-se há três anos e  atualmente está em uma fase de desenvolvimento “fino” para compreender melhor a quantidade exata de agentes compatibilizantes entre a borracha e o concreto e a melhor integração entre os materiais.

Apesar de ainda não ter sido testado em construções, o professor aponta que esse concreto poderá ser utilizado em calçadas que necessitem de maior absorção de impacto, em locais arborizados, para evitar as rachaduras provocadas pelas raízes de árvores e em locais onde veículos pesados costumam transitar.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados