Biblioteca é o lugar do saber e da sociabilidade, diz Marisa Midori

Em sua coluna, professora explicou por que as bibliotecas físicas ainda são fundamentais atualmente

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn1Print this pageEmail

Além de um espaço dedicado à conservação dos livros existentes – o que equivale a preservar a memória da humanidade -, as bibliotecas são o lugar do acesso irrestrito ao conhecimento. São também um ambiente de sociabilidade, como ocorria nos templos do saber da Antiguidade, onde as pessoas se reuniam para trocar ideias. E mais, elas são responsáveis pela organização da imensa massa de informações disponíveis, que sem as bibliotecas ficariam dificilmente acessíveis às pessoas. “As bibliotecas filtram, regulamentam, organizam as informações e, quando fazem isso, ordenam e tornam inteligível um caos no mundo informacional.”

É dessa forma que a professora Marisa Midori justifica a existência das bibliotecas físicas na atualidade, às vezes vistas como desnecessárias numa época em que predominam as informações registradas nas plataformas virtuais. Ela tratou desse tema na coluna “Bibliomania”, que foi ao ar no dia 23 de junho.

Marisa destacou dados da Liga Europeia das Bibliotecas de Pesquisa. De acordo com esses dados, 15 bibliotecas foram criadas na Europa em 2016. Elas oferecem salas coletivas de estudos, espaços para crianças e idosos, cursos abertos, palestras, cinemas, teatro, concertos e cafés. “A biblioteca é muito mais”, destacou. “Ela é uma saída democrática e humana para esse mar de informações às vezes ininteligíveis que nos toma todos os dias.”

Ouça no link acima a íntegra da coluna da professora Marisa Midori.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn1Print this pageEmail

Textos relacionados