Barrar diálogo cultural é não compreender dinâmica da cidade

Interação com coletivos culturais da periferia de São Paulo não deve ser interrompida

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Segundo a pesquisadora do Instituto de Estudos Avançados e professora da ECA, Lúcia de Oliveira, a efervescência cultural da capital paulista se configura nos coletivos que atuam, sobretudo, na região periférica da cidade.

Na tentativa de compreender qual é a política cultural mais apropriada à dinâmica do século 21, a pesquisadora considera que ações para a cultura  devem ser orientadas pelo diálogo com os agentes culturais. Para ela, iniciativas nesse sentido, que foram tomadas na gestão anterior, não devem ser interrompidas.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados