Aumento do IOF deve arrecadar mais recursos para governo

Aumento do IOF na compra de moeda estrangeira não deve ter influência na cotação das moedas

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Prédio da Reitoria da USP - Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Prédio da Reitoria da USP – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A Rádio USP conversou com o professor Fabiano Lima, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP Ribeirão Preto, que analisou o aumento do IOF, Imposto sobre Operações Financeiras, sobre a compra das moedas estrangeiras e se há espaço para a cotação do dólar cair mais.

Com aumento do IOF, na compra de moeda estrangeira, de 0,38 por cento para 1,1 por cento, o governo pretende arrecadar até o final do ano cerca de um bilhão de reais. O aumento não deve ter influência na cotação das moedas, mas vai pesar no bolso de quem planeja viagem internacional a médio ou longo prazo. Neste programa, o professor orienta o consumidor que pensa em comprar o dólar.

logo_radiousp

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados