Dificuldade de deglutir é sintoma de algo mais grave

Gisele Medeiros analisa o problema que pode aparecer com o avanço da idade

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Comer parece ser tão fácil quanto respirar, já nascemos sabendo. Quando bebê, é só mamar. Depois vêm os alimentos pastosos, em pedacinhos, até chegar aos sólidos. Essa parece uma realidade que não vai mudar nunca, mas pode mudar. A idade pode trazer problemas em que reaprender a comer é uma realidade. Cerca de 60% dos casos não são identificados da maneira correta e esse problema pode se tornar muito sério.

A fisioterapeuta Gisele Medeiros, professora de Fonoaudiologia da Faculdade de Medicina (FM) da USP alerta que, “a disfagia não é uma doença em si, ela é um sintoma de uma doença, então ela vem sempre relacionada, também, a algo mais grave, a uma patologia de base”.

 

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados