Cai emprego em junho mas saldo é positivo na indústria paulista

Luciano Nakabashi fala que a instabilidade da economia é suscetível às crises políticas

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A indústria paulista perdeu 9,5 mil vagas de trabalho no mês passado, o que representa queda de 0,44% na comparação com maio. Os dados são da pesquisa de nível de emprego em junho realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Os números só não são piores porque, segundo a Fiesp, o acumulado do primeiro semestre tem saldo positivo de 10 mil vagas de trabalho criadas.

Cultura de arroz – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

Para o mês de junho, entre os 22 setores da indústria pesquisados, 17 tiveram saldo negativo. Quatro foram instáveis e apenas um teve saldo positivo, o de couro e calçados, que gerou 233 novas vagas. O professor Luciano Nakabashi, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (Fearp) da USP, analisou os números. Para ele, o sobe e desce da criação de empregos ao longo do ano mostra a instabilidade da economia que é suscetível às crises políticas. Ele acredita que em 2017 o nível de criação de empregos será estável no decorrer do ano, em que pesem alguns sinais que indicam recuperação da economia.

Por Ferraz Junior

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados