Atlas de Células Humanas permite avanços nos estudos do câncer

Consórcio mundial de cientistas cria banco de células que permite avanços no estudo do sistema imunológico

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

São bilhões de células humanas que estão sendo destrinchadas naquele que é, talvez, o maior empreendimento para se conhecer o organismo humano. Trata-se do Atlas de Células Humanas ou Human Cell Atlas (www.humancellatlas.org), um mapeamento minucioso que está sendo feito por um consórcio internacional de cientistas dos Estados Unidos, Inglaterra, Japão, Israel, Índia, entre outros.

Foto: Anna Hupalowska / Human Cell Atlas

O professor Hélder Nakaya, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP de São Paulo é também um dos pesquisadores principais do Crid, o Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias da USP, e explicou que o Atlas é importante porque as pesquisas terão um grande salto de qualidade. “Os estudos de uma doença, como o câncer, é feito em um conjunto de células. Agora vai ser possível se debruçar sobre cada uma das células.”

O projeto começou a ser desenvolvido no ano passado, com financiamento da instituição criada por Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, e em dezembro lançou uma versão inicial.

Por Ferraz Junior

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail