Apesar da crise política, votação de reformas precisa acontecer

Incerteza que põe em xeque projetos importantes prejudica nota dada por agências de investimento ao País

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Para o doutor em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA-USP), Ricardo Humberto Rocha, o Brasil precisa avançar nas reformas, ainda que a crise política se mantenha. Ele explica que essa necessidade se impõe devido à possibilidade de rebaixamento do grau de investimento do País pelas Agências Standard’s & Poor’s e Fitch Ratings.

Segundo ele, os investidores não fazem um julgamento ideológico dos governos. Em vez disso, eles priorizam a maturidade do país em realizar as medidas econômicas necessárias, como compromisso fiscal e combate à inflação e ao crescimento da dívida pública.

Ele ainda pontua que a sociedade deve cobrar não apenas uma saída política para o atual momento, mas também cobrar do legislativo a votação das reformas que o Brasil necessita para a  retomada do crescimento.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados