António Guterres, um português no comando da ONU

Em novembro, a USP deve realizar um seminário para discutir o impacto que a nomeação de Guterres pode significar para os países de língua portuguesa

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

logo_radiousp_790px
.

António Guterres, à direita, novo secretário-geral da ONU - Foto: Divulgação/UN Geneva
António Guterres, à direita, novo secretário-geral da ONU – Foto: Divulgação/UN Geneva

Escolhido por aclamação pela Assembleia Geral da ONU no último dia 13 de outubro, o novo secretário-geral da ONU toma posse do cargo no dia 1º de janeiro de 2017. A boa nova, para os países de língua portuguesa, é que o substituto de Ban Ki-moon é o lisboeta António Guterres, que já ocupou cargo no governo de Portugal. Caberá a ele reger os destinos da ONU por um período de cinco anos, e a expectativa é de que sua nomeação traga impactos para países que, como o Brasil, têm no português a sua língua oficial. Espera-se, ainda, como diz o colunista Pedro Dallari, que Guterres colabore para a expansão da cidadania em um mundo cada vez mais globalizado.
.
.

.

.

.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados