André Singer avalia que primeiros atos do governo Temer refletem perfil conservador

Para cientista político, o anúncio de medidas, atos e mesmo a linguagem utilizada pelo novo governo apontam um conservadorismo excessivo

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Na visão do cientista político André Singer, os primeiros dias do governo Temer confirmam a expectativa de um modelo conservador de gestão. Embora as primeiras medidas ainda não estejam claramente delineadas, do ponto de vista econômico é possível observar uma abordagem mais ortodoxa.

De acordo com o professor, em conversa com a repórter Marcia Avanza, os partidos políticos agora na oposição ainda estão se organizando. Nesse sentido, as primeiras reações vieram de grupos da sociedade, especialmente criticando as junções de ministérios, como o da Cultura com o da Educação e o da Secretaria de Direitos Humanos com o da Justiça, e a ausência de mulheres no primeiro escalão do governo.

logo_radiousp

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados