Alzheimer pode ter sintomas diferentes, além da perda da memória

Outros três tipos de sintomas podem ocorrer. No Brasil, a doença atinge 1 milhão de pessoas

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A doença de Alzheimer é a causa mais comum de demência – Foto: jlandro/Visual Hunt/CC BY-NC-ND

O mal de Alzheimer é associado imediatamente à perda da memória, mas nem sempre é assim que acontece, porque existem quatro tipos da doença. O diagnóstico clássico é de fato o que está associado às falhas de memória no início da doença, mas há também outros três tipos de Alzheimer. Um deles é associado a problemas na linguagem, outro, à desorientação espacial, e um terceiro à falta de motivação.

O professor Vitor Tumas, do Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, explica que, para a academia, essa diferença entre os sintomas não é novidade, mas, para a população, é preciso chamar a atenção para o fato de que outros sintomas, além da falha de memória, podem surgir.

Segundo o Ministério da Saúde, a doença afeta mais de 1 milhão de pessoas no Brasil e os primeiros sintomas aparecem na faixa etária dos 40 aos 70 anos.

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados