Acordo entre governo e Eletrobras deve facilitar venda das distribuidoras

Em sua coluna, José Goldemberg comenta o acordo, que pode representar a privatização das distribuidoras de energia

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Para facilitar o processo de privatização, a Eletrobras chegou a um acordo com o governo federal e deverá assumir parte das dívidas das distribuidoras de energia, cujo passivo está por volta de R$ 20 bilhões, valor que se tornou um entrave para a venda das subsidiárias. A situação chegou a tal ponto que essas empresas foram oferecidas por um real, mais as dívidas. O colunista José Goldemberg vê no acordo entre a Eletrobras e o governo a melhor solução para um problema que só tende a se agravar. Não fosse assim, argumenta ele, ninguém compraria as distribuidoras, que agora ficarão isentas de dívidas.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados